Arquivo do Autor: JHGRS

Mensagem de Natal – 24/12/2015

Maria Conga da Bahia

Maria Conga da Bahia

“O sol nasce, o sol se põe, a lua brilha junto com as estrelas, o dia e a noite se vão, é hora de recomeçar. O dia que passou, não se volta mais. Tudo aquilo que vocês deixaram de fazer ou de sentir nesse dia que passou, não poderá ser falado nem sentido, porque o dia passou. Mas DEUS na sua infinita bondade, com a sua onipotência e onipresença, lhes dão um novo por do sol, dando a vocês novamente a oportunidade de falar e sentir. Falar o que? Sentir o que? Isso quem decidi são vocês. Mas independente da decisão tomada, DEUS lhes darão um novo amanhecer. E assim cada um de vocês vão escrevendo o livro da vida. Que só será lido após o desencarne, onde o amanhecer é outro, onde as falas e sentimentos são outros. DEUS nos fornece o livro e nos dá o livre arbítrio para escrever. As oportunidades são diárias e as consequências são fatais.

O meu Livro quem escreve sou EU, por isso, eu, que ora me chamo MARIA CONGA DA BAHIA, desejo a todos, na força deste dia, que todos tenham em seus lares a mesma manjedoura que acolheu o MENINO JESUS, forrado de palha, mas cada palha cheia de amor e paz, desprovida de vaidade e arrogância. Que todos recebam desta preta velha um saco de presente contento: sementes de AMOR, CARIDADE, HUMILDADE E UNIÃO. E que busquem dentro de si a terra fértil para plantar e cultivar. Mas fica a dica desta velha: eu não conheço outra terra mais fértil que o coração. Que OXALÁ abençoe a todos.

Maria Conga da Bahia – 24/12/2015.

Laróyè – 13 de Junho – Salve todos os Exus e Pombo Giras

exu

 

Bom dia Amigos Umbandista

Como seria o diálogo de Exu com Oxalá ?

“O céu e a terra fundiam-se no horizonte distante, parecendo uma coisa só, como se não houvesse separação entre o mundo espiritual e o material, a consciência individual e a cósmica.

Sentado sobre uma pedra em uma enorme montanha, de cabeça baixa e olhos apenas entreabertos, Exu observava o fenômeno da natureza e refletia sobre o seu interminável trabalho.

_Como é difícil a humanidade – pensou em certo momento – parece nunca estar satisfeita, está sempre querendo mais e, em sua essência egoísta desarmoniza tudo, tudo… Tudo que era para ser tão simples acaba tão complicado.

Continue lendo

Biblioteca

Bom dia meu amigo.

Estamos aceitando doações de livros com os seguintes conteúdos.

– Umbanda          – Espírita          – Candonblé          – Auto ajuda

– Numerologia          – Esoterismo…..       

livros

Estamos tentando montar uma pequena biblioteca.

Ler sobre nossa religião é sempre importante.

Não devemos só praticar, devemos também estudar.

Axé.

 

Um ato de amor

cesta basica

Bom dia meus amigos, irmãos e filhos de axé.

Domingo dia 25/05 estaremos entregando cesta básica à comunidade.

Estaremos arrecadando o material para esse trabalho social na gira de sábado dia 24/05.

Quem quiser colaborar e puder. Essa doação também é um ato de amor.

Axé

Agenda da fé.

Axé a todos.

Segue abaixo uma agenda onde encontramos orientações

bem importantes para praticarmos a nossa fé.

agena

Calar a tempo, de modo a não ferir. Falar com proveito.

Ouvir o divino Amigo em plena solidão.

Servir sem recompensa. Suportar com valor a própria cruz.

Sofrer, aprendendo e aproveitando. Amar sem exigências.

Ajudar em segredo.

Semear com os Orixás, desapegando-nos dos resultados

(Adaptação JHNG do livro “Agenda Cristã)

História de Maria Conga

Hoje é dia 13 de Maio.

Dia de Preto Velho na Umbanda

Como nossa casa é dirigida pela vovó Maria Conga a Bahia, vamos postar hoje sua história.

Axé

maria conga

 

“… Sentada em um toco de madeira no terreiro contou, certa vez, alguns fatos de sua vida em terra brasileira.

Começou dizendo que só o fato de podermos conviver com nossos filhos é uma grande dádiva. Naquele tempo as negras eram destinadas, entre outras coisas, a procriar, a gerar filhos que delas eram afastados muito cedo, até mesmo antes de serem desmamados. Outras negras alimentavam sua cria, assim como tantos outros “filhotes” foram alimentados pela Mãe Conga. Quase todas as mulheres escravas se transformavam em mães; cuidavam das crianças que chegavam à fazenda, rezando para que seus próprios filhos também encontrassem alento aonde quer que estivessem.

Continue lendo

Mãe.

floresBom dia à você minha irmã, amiga ou filha de axé que é mãe.

Hoje nossa pagina é em sua homenagem.

Da mesma forma que existe muitos tipos de flores, existem também muitos tipos de mãe.

Mas da mesma forma que a beleza da flor é incontestável e a beleza e ser mãe também é.

Que a luz e Aruanda esteja em seu coração e em sua mente.

Que os guias de Umbanda possam lhe cobrir.

Desejamos a todos um Feliz dia das Mães.